Vamos tomar um café no Sense-Lab?


Um papo sobre como o Sense-Lab está avançando com suas diferentes iniciativas e encontrando o seu caminho para gerar impacto positivo.

Você já conhece o Sense-Lab?

Sabe como trabalhamos, o que andamos fazendo ultimamente e quais são as novidades que estão nos esperando adiante?

Nas últimas semanas, o Sense-Lab avançou bastante em suas diversas iniciativas e é certo que, finalmente, os pequenos passos do nosso dia a dia estão se transformando em grandes avanços em nossa missão de propor novos modelos e formas diferentes e consistentes de solucionar os nossos desafios coletivos.

Formação de pessoas, consultoria com foco em empresas e terceiro setor, além de projetos próprios voltados para a transformação social constituem hoje os três pilares do Sense-Lab.

Quer saber o que está rolando por aqui?

Sinta-se à vontade para entrar em nossa casa e tomar um café com a gente!

Formando pessoas para melhorar o mundo

Acreditamos que, para gerar uma mudança positiva em nossa sociedade, além de desenvolver e difundir novas ferramentas e modelos, precisamos gerar reflexões mais profundas sobre valores e visões de mundo. Uma das áreas em que mais gostamos de atuar é na formação de pessoas e construção de espaços de diálogo. Com a nossa área de capacitação, nos conectamos com pessoas, trazendo, além de conteúdo, vivências e abordagens práticas para desenvolvimento de conhecimento e novas capacidades em inovação social, empreendedorismo, negócios de impacto e outras áreas com potencial de gerar valor coletivo. Para isso, nossas ofertas de cursos, eventos e rodas de conversa, que já estavam a todo vapor em 2016, seguiram bastante agitadas neste ano.

Para ir esquentando motores e entrar com força no outono, fomos co-anfitriões no Brasil da última turma do programa "Social Entrepreneurship, Innovation, Technology, Design, and Social Change" promovido pela organização americana SIT - School for International Training. Trata-se de um curso internacional com alunos de universidades americanas, que durante 4 meses estuda modelos de inovação social em 4 países: Estados Unidos, Uganda, Índia e Brasil. Andreas do Sense-Lab, como facilitador das aulas de empreendedorismo social do programa, levou os alunos para conhecerem as diferentes realidades e contextos da nossa cidade.

A primeira aula dessa nova turma teve foco o Jardim Ibirapuera, onde os participantes puderam bater um papo com o Fernando Amiky Assad do Programa Vivenda e com Anderson Verdiano Agostinho, do Projeto Viela. Graças a eles, os alunos iniciaram sua exploração da periferia de São Paulo e do ecossistema de negócios de impacto e inovação social.

A segunda semana foi mais uma jornada de aprendizado para ultrapassar as fronteiras do nosso sistema urbano, econômico e social. A Banca e o Sense-Lab levaram o grupo de alunos americanos para explorar a realidade da Chácara Bandeirantes, região no extremo sul do Jardim Ângela, às margens da represa de Guarapiranga. Trata-se de um território muito interessante por ser uma fronteira da urbanização de São Paulo, onde o rural se mistura com a expansão da maior megalópole da America do Sul e as questões sociais e ecológicas são latentes.

Lá fomos calorosamente recebidos e acolhidos pela Arco Associação Beneficente, onde os alunos tiveram a oportunidade de conversar com moradores locais, explorar a região, conhecer um pouco do trabalho da A Banca e discutir negócios de impacto social e modelos de receita com o Sense-Lab.

Para finalizar a passagem da turma do IHP Social Entrepreneurship pelo Brasil, O Sense-Lab facilitou um último encontro, convidando os alunos a idear, modelar e prototipar os seus próprios negócios de impacto, com base nos aprendizados que tiveram durante 4 meses, nos diferentes países pelos quais passaram. Do Jardim Ângela à Vila Madalena, da USP ao Jd. Ibirapuera, esse ciclo de conversas transformadoras com os protagonistas do setor, de muito aprendizado e trocas significativas, se encerrou com a apresentação dos negócios modelados.

Abril também marcou a abertura das inscrições da nova turma do Business Design for Change (BDC), mais uma oportunidade para participar de uma experiência transformadora! O BDC é uma chance para se conectar com pessoas em busca de atividades com propósito, dar um início à uma mudança em sua trajetória profissional, conhecer novas realidades e problemas socioambientais que vivemos hoje mais a fundo e obter uma visão do setor de negócios de impacto, um novo movimento que busca unir a racionalidade financeira dos negócios com o potencial de gerar valor para a sociedade e o planeta.

Através de uma abordagem vivencial e prática e retomando o seu formato original semi-intensivo, o BDC se inicia no dia 19 de julho e tem duração de 3 semanas e meia, com encontros sempre às quartas de noite e sábado e domingo o dia todo, somando 55 horas.

Para encerrar as novidades da nossa área de capacitação, em meados de maio começou mais um workshop do “Life Designing: construindo uma vida com propósito”. O curso é uma oportunidade não só para conhecer os princípios da ferramenta do Life Designing, mas para passar por um processo de Coaching em grupo com Yvonne Hendrych, orientadora profissional e facilitadora deste workshop em parceria com o Sense-Lab.

O objetivo central é entender o momento atual de cada participante, para eles serem guiados por um fluxo de Design Thinking, centrado em seus próprios desafios de vida. Trata-se de um fluxo que se inicia pela etapa crucial de empatizar e se reconectar consigo mesmo, para que a partir um entendimento de quais são os aspectos essenciais de suas vidas e seus trabalhos, os participantes comecem a desenvolver planos de ação e a traçar possíveis próximos passos na construção de uma vida que possam amar.