top of page

Publicações  |  Biblioteca e Recursos

Desenvolvimento de uma Metodologia para Catalização de Ecossistemas

Introdução


O campo de impacto é muito dinâmico, e a filantropia é uma atividade que evoluiu de forma bastante significativa nas últimas décadas, saindo de uma visão assistencialista para uma abordagem empoderadora, e mais recentemente, cada vez mais catalisadora e sistêmica.


Com a crescente urgência de apoiar transições para um modelo mais equilibrado de coexistência neste planeta, seja no clima, nos negócios, na alimentação, na energia, nos cuidados de saúde ou na educação, há uma necessidade de sair de soluções de nicho que se centraram no desenvolvimento de formas isoladas e fragmentadas de abordar questões socioambientais, e buscar inovações para gerar mudanças a nível de sistema mais amplo e de uma forma mais integrada.


Uma das organizações pioneiras nessa abordagem é a BMW Foundation, que tem como missão inspirar e fortalecer lideranças responsáveis para a criação de impacto positivo. A Fundação coordena uma rede de líderes de impacto de diferentes setores e temáticas em diversas regiões do mundo, e vem catalisando líderes, ecossistemas, movimentos e campos há muito tempo. Como facilitadores, construtores e tecelões de ecossistemas, a organização se vê no papel de ligar pontos, acolher espaços emergentes e criar a infraestrutura relacional baseada na confiança necessária para que uma colaboração realmente transformadora e significativa aconteça.


O chamado


A BMW Foundation tem refletido cada vez mais sobre como criar as condições propícias para que o poder coletivo de múltiplas organizações e indivíduos seja aproveitado para impulsionar mudanças positivas para além dos nichos de inovação em direção ao mainstream. 


O Sense-Lab está há 10 anos trabalhando com processos participativos e dialógicos, baseados na co-criação envolvendo diversos atores. A ideia de empoderar organizações, redes e pessoas que estão contribuindo para a construção de um futuro regenerativo está muito presente na nossa atuação desde o início.


Buscando entender como esses processos podem acontecer de forma mais intencional, consistente e profunda, a BMW Foundation e o Sense-Lab construíram uma metodologia para o que foi chamado de catalização de ecossistemas.


Resultados


Baseando-se na experiência da BMW Foundation e de alguns de seus pares, o Sense-Lab conduziu um processo de co-construção de uma metodologia para catalização de ecossistemas, que culminou em um processo dividido em 4 grandes momentos: Sentir, Observar, Habilitar e Espalhar. As etapas não acontecem de forma linear e envolvem muitas subjetividades, mas reconhecer esses grandes momentos e entender possíveis intervenções, abordagens e papéis se mostrou útil para pensar em contribuições relevantes de uma organização catalisadora.


Sentir: Neste momento, é importante assumir uma postura de curiosidade e respeito pelo que já existe no ecossistema em questão, e buscar construir relações de confiança com e entre atores chave do campo. A partir disso, o catalizador deve conseguir sentir o que está emergindo em termos de ideias, conexões, iniciativas e tendências.


Observar: Por meio da observação, e combinando intuição com racionalidade, o catalizador começa a identificar aspectos que, dentro do que está emergindo daquele ecossistema, têm um alto potencial de alavancar a transformação sistêmica desejada, e por isso deve ser catalizado.


Habilitar: O catalizador usa a escuta ativa para promover a colaboração, criar e fortalecer conexões entre atores diversos, e busca alavancar organizações dinamizadoras do ecossistema, que também tem um papel chave nesse processo de catalização. A organização catalizadora tem o foco em servir aquilo que está emergindo e que tem potencial para alavancar uma mudança sistêmica, e está constantemente ajustando seu papel e contribuição nesse sentido, entendendo o que é necessário dentro do contexto em questão.


Espalhar: A ideia aqui é ganhar escala e influenciar o sistema de forma profunda. Quando o ecossistema está mais maduro, o catalizador pode ser um ator importante para ajudar a levar as novas ideias para o mainstream, influenciando atores mais tradicionais e impulsionando a mudança de forma sistêmica. Nesse momento, o papel de construir pontes, criar conexões relevantes, abrir canais e espaços de interlocução é essencial.





Processo e Metodologia


O processo incluiu:

  • Análise de documentos, focando principalmente em experiências passadas da Fundação em catalização de ecossistemas e processos similares

  • Pesquisa, leitura de artigos e análise de documentos sobre tendências no campo da filantropia ligadas a desenvolvimento de ecossistemas

  • Entrevistas com o time da BMW Foundation para explorar experiências passadas e coletar insights para a construção da metodologia

  • Entrevistas externas com pessoas de organizações filantrópicas que também estão trabalhando com catalização de ecossistemas e processos correlatos

  • Reuniões e workshops de co-criação com a equipe da BMW Foundation para construir, evoluir e refinar a metodologia

83 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page