Plano de Negócios para a Associação Rede de Sementes do Xingu


O Sense-Lab concluiu em agosto um Plano de Negócios para a Associação Rede de Sementes do Xingu. A construção deste plano foi resultado de um trabalho apoiado pela Partnership for Forests (P4F), executado pelo Sense-Lab, contando com a parceria do Instituto Socioambiental (ISA) e da própria Associação Rede Sementes do Xingu (ARSX). Composta por quase 600 coletores de sementes nativas, a ARSX propõe um método de restauração florestal eficaz e um sistema de governança inovador. Na sua operação de coleta e venda de sementes, gera muitos impactos positivos como o fortalecimento da governança comunitária e gestão territorial, a geração de renda para agricultores familiares e comunidades indígenas, a disseminação de conhecimento técnico e valorização do conhecimento tradicional e a ampliação da conscientização ambiental.

Este projeto teve como objetivo identificar estratégias para tornar a operação da Rede financeiramente sustentável, aumentando o seu impacto socioambiental. Assim, buscou responder às seguintes perguntas: Como aumentar o faturamento da ARSX? Quais serviços e iniciativas podem agregar valor para os produtos da ARSX? Onde estão potenciais novos clientes e como a ARSX pode alcança-los? Como aumentar a eficiência operacional? Como aumentar a sua capacidade de gestão? Como expandir a Rede sem comprometer a estrutura atual?

O projeto que se iniciou há 6 meses, foi dividido em 4 etapas: (1) Diagnóstico, que focou em um entendimento aprofundado da realidade da Rede, através de um extenso levantamento da forma como ela opera, suas forças e desafios, levando a uma ideia inicial de possíveis pontos de alavancagem. (2) Na etapa seguinte essas ideias iniciais serviram de inspiração e embasamento para o desenho e aplicação de uma oficina de cocriação com membros, gestores e parceiros da Rede, gerando o mapeamento das alavancas. (3) A terceira etapa teve como objetivo priorizar, detalhar e validar as alavancas previamente definidas. (4) E na quarta e ultima etapa, essas alavancas foram agrupadas em estratégias que compuseram o plano de negócios, com recomendações para a ARSX em diversos âmbitos: governança institucional, capacidade organizacional, abordagem de mercado, estrutura física e logística, formação e desenvolvimento dos associados, entre outros.

A partir de agora, a Partnership for Forests dará início a fase 2 desse trabalho, fazendo os investimentos necessários para implementar as recomendações do Plano de Negócios.


  • Facebook - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • RSS - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco

info@sense-lab.com​