A governança de uma organização para observar a gestão de aguas do Brasil

16/03/2017

WWF e Sense-Lab trazem à discussão o modelo de governança como fator crítico de sucesso para uma organização observadora

 

Identificar as melhores práticas para administrar com eficiência e transparência uma organização é um dos principais desafios na construção de um Plano de Negócio. Apesar do desafio, a definição de um modelo de governança eficiente amplia a capacidade da organização em atingir seus objetivos e ganhar relevância pública.

 

No primeiro semestre de 2016 o Sense-Lab foi chamado pela organização internacional WWF para liderar e facilitar a construção do Observatório da Governança das Águas do Brasil (OGA), uma iniciativa focada em estudar, gerar inteligência e propor ações para a melhoria da gestão dos recursos hídricos do país.

 

 

 

Em 2017, o Sense-Lab avança com a fase 2 dessa construção do Plano de Negócio do OGA e o projeto ganha contornos estruturais mais concretos, principalmente no que diz respeito ao seu modelo de governança. Em sua última etapa, o projeto teve como resultado a proposição de um detalhado modelo de governança que abrangeu desde a estrutura organizacional do OGA, até suas esferas decisórias.

 

O fio condutor dessa estrutura de governança tem sido a busca por processos participativos que incentivem alguns princípios essenciais para a legitimidade do OGA, entre eles: a equidade entre os envolvidos, o alinhamento de interesses/ agendas de seus membros, compromissos e valores assumidos frente aos públicos de interesse, o impacto/efetividade de suas ações concretas e a transparência interna e externa. Tais princípios foram citados como a base da boa governança por organizações observadoras já estabelecidas e por especialistas em debates sobre o tema. O papel do Sense-Lab foi de entender os modelos mais efetivos e traduzí-los para o contexto das águas no Brasil.

 

O projeto caminha para sua fase final e resultará em um Plano de Negócio consolidado a ser  apresentado ao Núcleo Executivo do OGA*. Posteriormente, este mesmo Núcleo terá o papel de liderar o alinhamento do Plano de Negócio com os demais signatários da rede, evidenciando as características participativa e cocriativa do projeto ao longo de todo seu fluxo de construção.

 

Com a consolidação do Plano de Negócio e seu alinhamento entre as esferas decisórias, o corpo gestor do OGA partirá para o grande lançamento do Plano para a sociedade, tendo como objetivo principal a garantia do abastecimento de água para as futuras gerações.

 

Em breve mais novidades desse projeto nos canais do Sense-Lab, acompanhe!

 

*Núcleo Executivo constituído atualmente pelas organizações: ABRH, COGERH, CONSENSO, IBIO, IRIOS (AM), O NOSSO VALE, UFMT e WWF Brasil.

Yurik Ostroski

 

Graduado em Turismo, pós-graduado em Marketing e em Administração, atuou por 10 anos nas áreas de Trade Marketing e Vendas. Durante essa trajetória despertou o interesse por projetos de transformação social e criação de valor coletivo e decidiu se formar em estruturação de negócios de impacto social da Artemisia. O seu ultimo grande passo foi empreender o Sense-Lab; e hoje dedica-se à estruturação de negócios e facilitação de iniciativas com foco em Impacto positivo.

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Destaque

Reunião da rede Save Food para tratar do tema desperdício de alimentos

May 11, 2018

1/7
Please reload

Novidades recentes
Please reload

Notícias antigas