Sense-Lab é uma das empresas executoras da atual edição do Programa Vai Tec!

04/09/2018

Trabalhar em parcerias para apoiar o desenvolvimento de periferias é uma frente que o Sense-Lab adora estar. Assim, foi uma enorme satisfação e alegria termos sido selecionado como uma das empresas executoras da atual edição do Programa Vai Tec, iniciativa da Agência São Paulo de Desenvolvimento (ADESAMPA).

 

O  Vai Tec se propõe a fomentar o empreendedorismo nas periferias da cidade de São Paulo, tendo 4 objetivos bem claros: 1) Apoiar a criação e o fortalecimento de empreendimentos que desenvolvam produtos ou serviços inovadores, que utilizem tecnologia; 2) Disseminar a cultura e a educação empreendedora; 3) Estimular a inserção de jovens de baixa renda no ecossistema de inovação e empreendedorismo da cidade de São Paulo; e 4) Promover o desenvolvimento local e a geração de emprego e renda em regiões desprivilegiadas da cidade de São Paulo.

Atualmente em sua 3ª edição, o programa passou por uma mudança muito significativa em seu formato. Nas edições anteriores, a ADESAMPA selecionava e apoiava projetos da periferia exclusivamente via subsídio financeiro, sem o oferecimento de outras formas de suporte, como, por exemplo, capacitação técnica necessária para o desenvolvimento da jornada empreendedora dos participantes.

 

Refletindo como o programa poderia entregar mais valor para os jovens da periferia (público-alvo do Vai Tec), a ADESAMPA tomou a decisão de torná-lo mais robusto com a inclusão de atividades de: Encontros de Inspiração, Oficinas de Ideação, Oficinas de Validação e Aceleração. Segundo Guilherme Ralisch, Gerente de Programas e Projetos da ADESAMPA, “o jovem de periferia geralmente não tem muitas opções em se tratando da vida profissional, sendo o trabalho com carteira assinada o grande objetivo a ser perseguido. Quando empreende muitas vezes é por necessidade, e não por oportunidade. Abrir novas perspectivas e oportunidades é fundamental no Vai Tec. E considerando todas as fases que o programa oferece, o jovem empreendedor da periferia tem condições de encarar a jornada empreendedora – que é superdifícil e complicada – com maiores chances de sucesso”.

 

Para a execução das atividades acima, a ADESAMPA lançou um concurso público de contratação de prestadores de serviços. O Sense-Lab, juntamente com a empresa Ideias de Futuro, foram selecionados como responsáveis pelas Oficinas de Ideação e Validação. Para a Aceleração, Empreende Aí, Emperifa e Apaje foram escolhidos para tocarem a Aceleração nas suas regiões de atuação, respectivamente, zonas Sul, Leste e Norte. A seleção dessas organizações responsáveis pela Aceleração não foi por acaso, uma vez que partiu da nova cara do programa de “ter também como propósito posicionar a periferia da cidade de São Paulo como protagonista do Programa VAI TEC, não apenas como beneficiários dos subsídios para o desenvolvimento dos empreendimentos de tecnologia, mas também como parceiros executores das diversas atividades do Programa”.

Mas a equipe não para por aí! Juntamente com as empresas selecionados via edital, também participam do projeto outras 3 organizações. A Fundação Telefônica Vivo é parceira estratégica da ADESAMPA na condução de todo o Programa Vai Tec; a Aliança Empreendedora atua na facilitação da co-criação da metodologia e no apoio ao Sense-Lab e Ideias de Futuro para aplicação das Oficinas de Ideação e Validação; e a Semente Negócios é parceiro do Empreende Aí, Emperifa e Apaje na aplicação da fase de Aceleração.

 

A diversidade da equipe executora do Vai Tec passou por um processo de seleção muito criterioso por parte da ADESAMPA, como explica Ralisch: “o que estamos propondo – a criação de negócios inovadores nas periferias – nunca foi feito em grande escala nacional, ou são muito poucos os casos. Diante desse contexto, a multiplicidade de visões, conhecimentos e experiências de organizações que já trabalham com empreendedorismo e periferia é fator chave para o sucesso do programa”.

 

E o que a ADESAMPA acredita que o Sense-Lab tem de qualidade a oferecer nessa construção coletiva? Quando perguntado ao Gerente de Programas e Projetos da ADESAMPA, a resposta foi imediata: “capacidade e competência da equipe no apoio ao desenvolvimento de negócios de impacto. E apesar de não ser uma organização do território, o Sense-Lab possui um relacionamento muito bom com atores da periferia da zona sul, além de demonstrar grande empatia no entendimento da realidade dos jovens de comunidades menos privilegiadas, o que é muito relevante para o Vai Tec”.

 

Do lado do Sense-Lab, participar do Programa Vai Tec é uma forma de aplicar alguns dos aprendizados adquiridos com o projeto Ondas de Transformação, bem como continuar apoiando o desenvolvimento de novos agentes de mudança do território. O Ondas de Transformação é uma iniciativa própria do Sense-Lab que busca conhecer melhor a história de diversos protagonistas da região sul de São Paulo, ao mesmo tempo que desenvolve ações conjuntas com alguns desses atores em prol do desenvolvimento de suas comunidades. Com certeza a nossa experiência nesse projeto contou pontos a favor de sermos uma das propostas vencedoras no edital.

 

 

A primeira grande atividade da equipe Vai Tec ocorreu nos dias 16 e 17 de agosto. Durante esses dois dias de imersão, o desafio foi iniciar a criação da metodologia Vai Tec, cujo direcionamento inicial era “sistematizar ferramentas e práticas para que os jovens economicamente desprivilegiados possam transformar ideias inovadoras em negócios sustentáveis”.  Diversas discussões e dinâmicas foram aplicadas, inclusive algumas com a participação de alguns jovens empreendedores que já recebem algum tipo apoio da equipe. Ainda há muito a se construir no Programa Vai Tec, mas se depender do entusiasmo e dedicação da equipe pode ter certeza que algo muito bom está por vir. Continue acompanhando nossas notícias para saber como serão os apoios aos jovens empreendedores da periferia no Vai Tec!

 

 

 

Eduardo Toshio


Graduado em Engenharia Civil pela Unicamp, com pós-graduação e mestrado na área ambiental pela Poli-USP, já teve experiências na Academia, empresa privada e fundação empresarial. Durante os 10 anos desde sua formação, atuou com consultoria em projetos na área de gestão ambiental, em especial com a ferramenta chamada Avaliação de Ciclo de Vida. 
Apesar de ter construído uma carreira estável e desejada por muitos, começou a se questionar se sua dedicação estava ligada aos seus propósitos. Ao entender que a resposta era não, decidiu buscar respostas para essa inquietação.
Felizmente, não demorou muito para o campo de inovação e empreendedorismo social aparecer em seu caminho. A partir daí, fez alguns cursos online e depois passou por uma vivência presencial transformadora, no curso Business Design for Change, oferecido pelo Sense-Lab. Meses depois, decidiu se juntar a essa equipe com o sonho de contribuir para a melhoria de vida das comunidades de baixa renda. Ama jogar tênis e não recusa passar um bom tempo com amigos.

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Destaque

Reunião da rede Save Food para tratar do tema desperdício de alimentos

May 11, 2018

1/7
Please reload

Novidades recentes
Please reload

Notícias antigas